Nunca pensei que os "olhos do meu coração, no dizer de S. Paulo, revelassem pormenores por mim julgados completamente esquecidos...
Quinta-feira, 13.11.08

 Meus queridos netos:


Retomo «o fio à meada», pois ainda me falta referir a emocionante visita ao INSTITUTO YAD VASHEM, vasto complexo de edifícios e sítios em memória dos Mártires e Heróis do Holocausto, criado em l953, por determinação do Knesset e localizado no agora denominado Monte da Memória. É um vasto complexo que demora muitas horas a visitar e é composto por:


- Um Arquivo, com 68 milhões de páginas e mais de 300.000 fotografias,
- A Biblioteca, com 112.000 títulos e também milhares de periódicos em diferentes línguas;
- A Parede dos Nomes – lápides simbólicas que recordam o nome e alguns dados biográficos de milhares de vítimas do Holocausto;
- A Escola Internacional, com 27 salas de aula, um centro multimédia, um centro pedagógico, um auditório e que é frequentado anualmente por mais de 187.000 estudantes de Israel, integrado por mais de 100 educadores, sem contar com os milhares de professores que vêm de todo o mundo para ministrarem cursos e fazerem conferências em várias línguas, e também em hebraico, naturalmente;
- O Instituto de Investigação, que coordena as pesquisas a nível nacional e internacional e publica importantes trabalhos sobre o Holocausto;
- O Memorial da Criança, em memória do meio milhão de crianças vítimas dos nazis e de que falarei mais detalhadamente;
- O Vale das Comunidades, paredes de rocha maciça onde estão gravados os nomes das comunidades judaicas que foram eliminadas e de algumas, poucas, que sobreviveram ao sofrimento;
- A Avenida do Jardim, em homenagem às nações não judias que acolheram refugiados judeus ou, através de algum cidadão seu, salvaram muitos judeus, arriscando a própria vida. Este Jardim tem cerca de 2.000 árvores, junto das quais se encontram placas com o nome e nacionalidade desses heróis, como sucede com o nosso compatriota Aristides de Sousa Mendes.


Mas, perguntareis vós, que não vivestes neste terrível período da História da Humanidade: afinal o que foi o Holocausto? Com a subida ao poder de Adolfo Hitler (aliás por via democrática) e com a sua ideologia da raça alemã, sadia e superior, destinada a dominar o Mundo, começaram a surgir as políticas anti-judaicas. A invasão da Polónia, em 1939, marcou o começo da guerra e o incremento das perseguições aos judeus, que foram espoliados dos seus bens, obrigados a usar, cosida no vestuário, uma estrela de David para serem mais facilmente identificados e levados para Campos de concentração onde, separados das famílias, eram submetidos a trabalhos forçados e exterminados nas câmaras de gás. Houve seis milhões de mortos e raros sobreviventes em memória dos quais foi criado este Instituto, de que não pudemos visitar todos os edifícios e lugares. Centrámo-nos principalmente no Museu do Holocausto, no Memorial da Criança e no Jardim dos Heróis, de que falarei na próxima carta.


Beijinhos dos Vóvós

 

          Homenagem a Aristides de Sousa Mendes

 

                        A Galeria dos Nomes

 

 O Vôvô junto ao muro das lamentações (obigatório cobrir a cabeça)

publicado por clay às 01:20 | link do post | favorito

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

VISITAS EFECTUADAS DEPOIS DE 23 JULHO 2012

contador de visitas
VISITAS EFECTUADAS DEPOIS DE 23 JULHO 2012

contador de visitas
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
últ. comentários
Venha conhecer o nosso cantinho da escrita... Visi...
Querida Professora Acabei de ler o comentário da m...
Cara Drª Clementina Relvas,Vim hoje visitar o seu ...
Querida Vovó... ou Querida Professora:Para quem cu...
Querida Professora ,Estive uns tempos sem vir ao s...
Cara Sandra:É sempre um grande prazer e compensaçã...
Olá Cristina,tive o prazer de conhecer a su...
Dra Clementina :Fiquei feliz por receber uma respo...
Lisboa, 20 de Maio de 2011Peço desculpa de só agor...
Lisboa, 20 de Maio de 2011Querida Maria José:Lamen...
mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds