Nunca pensei que os "olhos do meu coração, no dizer de S. Paulo, revelassem pormenores por mim julgados completamente esquecidos...
Quinta-feira, 25.12.08

Tantos espectros vagueiam
(espelho embaciado)
tremeluzem, bruxuleiam
não vivem, tão só anseiam
em pavoroso bailado

 

Dança da morte, morrente,
dos que mais, enfim, sonharam
e de sonho, brutalmente
desceram, a alma doente,
para a terra que deixaram.

 

Tanto sono não dormido
ao relento cobertor!...
Onde, então, o oprimido,
onde, então, o redimido
e quem o libertador?

 

Tanto dedo – tanta morte!
a bandos de malfadados:
não já dedos mas o corte,
cerce a raiz, pouca sorte
de quem nem pegou nos dados.

 

Não de sílabas contadas
os versos que a mim me ocorrem:
ecos de almas destroçadas,
entranhas despedaçadas,
ecos de vida que morrem.

 

Nem eu já quisera tanto
saber o que me desminto
mas tão só calar o pranto
e estancar o espanto
de tanta angústia que sinto.

 

Angústia, peso mortal
de pobre bicho cativo
que não pode, bem nem mal,
ser o grito ou o sinal
do pesadelo em que vivo.

 

Bem quisera ser a ponte,
força de fruto maduro,
ribeiro de monte a monte,
primavera que desponte
a florir o futuro.

 

Mas nem palavras que invento
nem os sonhos, que adiei,
me dão impulso ao intento
de vencer o desalento
mortal, em que naufraguei.

 

                      Maio de 1976

 

            Clementina Relvas

 

publicado por clay às 19:10 | link do post | comentar | favorito
zé kahango a 8 de Janeiro de 2009 às 13:37
Saudações de um blogueiro amigo de Angola!
VISITAS EFECTUADAS DEPOIS DE 23 JULHO 2012

contador de visitas
VISITAS EFECTUADAS DEPOIS DE 23 JULHO 2012

contador de visitas
Visitas desde Maio de 2007

Contador de Visitas
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Dezembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31
últ. comentários
Venha conhecer o nosso cantinho da escrita... Visi...
Querida Professora Acabei de ler o comentário da m...
Cara Drª Clementina Relvas,Vim hoje visitar o seu ...
Querida Vovó... ou Querida Professora:Para quem cu...
Querida Professora ,Estive uns tempos sem vir ao s...
Cara Sandra:É sempre um grande prazer e compensaçã...
Olá Cristina,tive o prazer de conhecer a su...
Dra Clementina :Fiquei feliz por receber uma respo...
Lisboa, 20 de Maio de 2011Peço desculpa de só agor...
Lisboa, 20 de Maio de 2011Querida Maria José:Lamen...
mais sobre mim
blogs SAPO