Nunca pensei que os "olhos do meu coração, no dizer de S. Paulo, revelassem pormenores por mim julgados completamente esquecidos...
Quarta-feira, 02.03.11

 

                           Meus queridos Netos:

 

             No terceiro dia, partimos, num avião a jacto da Egyptair, do Cairo para Assuão. Aí ficámos instalados no confortável Hotel Isis, na margem do Nilo e com vista para a Ilha Elefantina. Num pequeno barco tradicional, dirigimo-nos à Ilha e, aí, visitámos o túmulo de Agha-khan e um jardim Botânico, que nos dececionou. Das piscinas do nosso Hotel, onde nos desforrávamos do calor intenso, podíamos admirar as numerosas falucas que, tranquilamente, sulcavam as águas mansas, proporcionando-nos momentos de grande calma e beleza.

 

            No percurso para a grande barragem de Assuão, com cinco quilómetros de comprimento e uma represa de cerca de quatrocentos, soubemos pelo guia que foi construída nos anos sessenta, com a ajuda técnica e económica da União Soviética, para abastecer o Egito de água e electricidade e evitar as cheias do Nilo. Não faltou oposição a esta obra, pois veio alterar o ecossistema e submergir muitos monumentos. Salvou-se o Templo de Philae, dedicado à deusa Ísis e que foi reconstruído perto dali, em Agilkia, também no meio das águas, mas a salvo. Duma enorme beleza que lhe advém das numerosas e elegantes colunatas, ali assistimos a um deslumbrante espectáculo de luz e som.

 

            Também visitámos uma aldeia núbia, onde nos explicaram que as casas decoradas eram pertença de pessoas que já tinham realizado o seu sonho de ir a Meca.

 

            Seguiu-se a navegação e, pelo caminho, visitámos Kom-Ombo, com os templos de Sobek e Haroeris, Esna com uma admirável Sala Hipostila e as suas colunas ornamentadas de flores de lótus estilizadas e Edfou com um imponente templo dedicado a Horus, o deus falcão, cuja estátua colossal guarda a entrada. Este templo é o segundo maior do Egito, depois de Karnak e está muito bem conservado. Os seus baixorelevos representam a vitória de Horus contra Seth, para vingar seu pai.

 

            As instalações, no navio Noor, eram confortáveis e a comida variada, embora nem sempre a nosso gosto e, mesmo evitando as saladas, quase todos os passageiros tiveram problemas intestinais.

 

            Entre outras sessões de animação, organizaram a festa das máscaras, em que muitos se apresentaram trajando como autênticos egípcios.

 

            Para mim, contudo, o sítio mais aprazível era o convés, onde me sentava para ler. Mas logo me conquistava a paisagem que ia desfilando a meus olhos: o Nilo sempre calmo, algumas falucas ou outro grande barco ao longe e as margens verdejantes onde, frequentemente, se erguiam numerosas palmeiras que mal adejavam com a brisa, refrigério para os nossos corpos cansados e para as nossas almas sequiosas de paz.  E em breve chegámos a Luxor, de que vos falarei na próxima carta.

 

            Beijinhos, inspirados nesta mágica paisagem, da Vóvó

                                                                     

 

 

 

 

    Quatro dias, descendo o Rio Nilo, de regresso ao Cairo. No convés do "Noor".

                                                                                                                 

 

 

publicado por clay às 23:46 | link do post | favorito

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

VISITAS EFECTUADAS DEPOIS DE 23 JULHO 2012

contador de visitas
VISITAS EFECTUADAS DEPOIS DE 23 JULHO 2012

contador de visitas
Visitas desde Maio de 2007

Contador de Visitas
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31
últ. comentários
Venha conhecer o nosso cantinho da escrita... Visi...
Querida Professora Acabei de ler o comentário da m...
Cara Drª Clementina Relvas,Vim hoje visitar o seu ...
Querida Vovó... ou Querida Professora:Para quem cu...
Querida Professora ,Estive uns tempos sem vir ao s...
Cara Sandra:É sempre um grande prazer e compensaçã...
Olá Cristina,tive o prazer de conhecer a su...
Dra Clementina :Fiquei feliz por receber uma respo...
Lisboa, 20 de Maio de 2011Peço desculpa de só agor...
Lisboa, 20 de Maio de 2011Querida Maria José:Lamen...
mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds