Nunca pensei que os "olhos do meu coração, no dizer de S. Paulo, revelassem pormenores por mim julgados completamente esquecidos...
Quarta-feira, 08.02.12

Os sinais que mostrava eram de lepra

e vivia, proscrito, no seu canto,

com muitos outros, na mesma condição:

era a lei do seu tempo.

 

Roído pelas chagas, por pústulas e dor

mais lhe doía ver-se descriminado

sem mão que lhe estendesse o seu amor,

 sorriso jamais visto, ou sequer, esboçado.

 

Tinha ouvido dizer que num Livro da Lei

se dizia que o mal provinha da cabeça

e que ninguém o podia curar.

Aumentavam as chagas e outros, muitos,

se lhe vinham juntar.

 

Parecia que o mal estava a contaminar

toda a obra de Deus, a Sua Criação,

sem remédio capaz  de o exterminar,

sem força alguma, sem qualquer reação.

  

Mas foi então que Cristo, enviado por Deus,

para curar doentes e salvar pecadores

começou a pregar nas sinagogas

mostrando saber mais do que os próprios doutores.

 

E a Sua fama correu por toda a parte

como a Ele acorriam todos os sofredores

e a todos Ele curava, tocando no seu corpo

ou dizendo: “ Vai em paz, arrepende-te,

não tornes a pecar”. Não havia mais dores.

 

E agora? Quando o mundo tem milhões

e milhões de seres descriminados,

apesar dos remédios que os sábios descobriram

e das leis a que poucos se sentem obrigados?

 

Teremos de pensar que a doença é da alma, da alma

 ou da cabeça, tanto faz.

E o remédio é antigo e sempre novo:

“Não tornes a pecar e, na presença de Deus, que

 nunca te abandona, estarás sempre em paz “

 

Mas quero acrescentar: mesmo tendo curado

e sem fazer alarde de todo o Seu poder,

Jesus mandava os leprosos ao Templo,

para que os sacerdotes pudessem confirmar, de

acordo com a Lei

que eles podiam voltar para o “mundo dos vivos”

onde os corações puros os iam integrar.

 

 

           Lisboa, 5 de Fevereiro de 2012

                 Clementina Relvas            

 

 

 

 

publicado por clay às 15:12 | link do post | comentar | favorito
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Fevereiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
últ. comentários
Venha conhecer o nosso cantinho da escrita... Visi...
Querida Professora Acabei de ler o comentário da m...
Cara Drª Clementina Relvas,Vim hoje visitar o seu ...
Querida Vovó... ou Querida Professora:Para quem cu...
Querida Professora ,Estive uns tempos sem vir ao s...
Cara Sandra:É sempre um grande prazer e compensaçã...
Olá Cristina,tive o prazer de conhecer a su...
Dra Clementina :Fiquei feliz por receber uma respo...
Lisboa, 20 de Maio de 2011Peço desculpa de só agor...
Lisboa, 20 de Maio de 2011Querida Maria José:Lamen...
mais sobre mim
blogs SAPO