Nunca pensei que os "olhos do meu coração, no dizer de S. Paulo, revelassem pormenores por mim julgados completamente esquecidos...
Sexta-feira, 16.01.15

Quando me calo, para ouvir em mim

a voz de Deus,

que os Anjos me reportam,

escuto sons divinos e sem fim,

seja em horas solares

ou horas mortas.

 

 Haydn, Haendel,  Mozart  e, de Schubert,

a  obra-prima da Avé Maria-,

da Missa, à Oratória, ao Requiem,

à sublime Paixão Segundo S.Mateus,

com todas a minha alma se alumia,

por se sentir na presença de Deus.

 

Se falo Lhe falo das minhas alegrias,

são os sinos

que eu ouço repicar.

Ouço-os também se, nas minhas angústias,

dobram,

e sinto Deus que me vem ajudar.

 

Citaras, harpas, orquestras sinfónicas,

que elevam até Deus quem os escuta,

a voz emocionada do salmista,

o antigo cantochão,

é tudo a mesma luta:

 a sós connosco ou nas liturgias,

são pontes para o Céu

e fazem-nos sentir, com mais ardor,

sermos filhos de Deus,

amados do Senhor.

                                                                                            

      Clementina Relvas

publicado por clay às 00:58 | link do post | comentar | favorito
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Janeiro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
20
22
23
24
25
27
29
30
31
últ. comentários
Venha conhecer o nosso cantinho da escrita... Visi...
Querida Professora Acabei de ler o comentário da m...
Cara Drª Clementina Relvas,Vim hoje visitar o seu ...
Querida Vovó... ou Querida Professora:Para quem cu...
Querida Professora ,Estive uns tempos sem vir ao s...
Cara Sandra:É sempre um grande prazer e compensaçã...
Olá Cristina,tive o prazer de conhecer a su...
Dra Clementina :Fiquei feliz por receber uma respo...
Lisboa, 20 de Maio de 2011Peço desculpa de só agor...
Lisboa, 20 de Maio de 2011Querida Maria José:Lamen...
mais sobre mim
blogs SAPO