Nunca pensei que os "olhos do meu coração, no dizer de S. Paulo, revelassem pormenores por mim julgados completamente esquecidos...
Quarta-feira, 29.07.09

Meus queridos netos:


Chegou, finalmente o dia de voltarmos a estar com a nossa neta: ela terminou o seu ano lectivo na Escola Alemã do Algarve a 10 de Julho e veio ter connosco no dia 15. Sexta - feira aproveitámos para ir visitar o Museu da Cidade e tomar um chazinho juntas. A 17 partimos para Belmonte, pois íamos assistir ao baptizado de dois priminhos dela, o Tomás e o João, na Igreja de Sortelha. Antes da cerimónia, passámos por Bendada, onde os pais dos pequerruchos têm uma casa de férias e um farto e apetitoso aperitivo aguardava os convidados. Ao meio dia partimos para Sortelha. A pequena aldeia histórica fascinou-a, principalmente as suas casas de granito, que não se cansava de fotografar.


Finda a bonita cerimónia que conferia às duas criancinhas o estatuto de filhos de Deus, regressámos, pelos ínvios caminhos da serra, à vila de Belmonte, onde na Quinta da Bica, foi servido um lauto e delicioso banquete, com especial realce para o Joãozinho que, nesse dia, celebrava o seu primeiro ano de vida e, por isso, teve direito, não só ao bolo do baptizado, mas também ao tradicional bolo de anos, seguido dos «parabéns a Você».


Regressámos ao Hotel Belsol, onde estávamos hospedados e que, além das confortáveis instalações e refeições excelentes, nos regalava com o seu bem cuidado jardim, alegrado com um lago, as mais variadas flores, um caramanchão de verdejantes alfarrobeiras entrelaçadas a glicínias com os seus cachos de flores azuis, numa combinação tão exótica como harmoniosa e uma agradável piscina, também ela envolvida por espaços ajardinados. Também as janelas e terraços do Hotel estavam enfeitados com vasos de buzinas das mais diversas cores, como se fosse primavera.


No Domingo fomos à Missa a Colmeal da Torre, uma aldeia muito bem cuidada e que ostenta, à entrada, as ruínas imponentes de Centum, uma torre do tempo dos romanos, resto duma casa senhorial ligada à exploração do estanho. Depois do almoço no Hotel, fomos visitar os principais monumentos de Belmonte: o Castelo, muito bem restaurado e cheio de recordações históricas, a Igreja de Santiago, integrada no caminho de Compostela, o Panteão dos Cabrais para onde vieram, de Santarém onde está sepultado, as cinzas de Pedro Álvares Cabral. Aí se encontra uma bonita imagem de Nossa Senhora, que acompanhou o descobridor a Terras de Vera Cruz. Fomos à Igreja Matriz, mais recente, mas também digna de interesse.


Passando a aspectos profanos, visitámos a reconstituição dum antigo lagar de azeite, o Eco Museu do Zêzere, que reconstitui todo o percurso desse rio, incluindo a Barragem do Castelo de Bode e nos mostra os principais exemplares da sua fauna. Mas o Museu que mais nos encantou, principalmente à Cristininha, foi o dos Descobrimentos Portugueses, inaugurado em Abril e que resume toda a cronologia das nossas descobertas e seus heróis, mas que dá especial relevo a aspectos do Brasil: a mata atlântica, fauna exótica, costumes dos índios e seus diversos toucados, uma pequena cela onde a pessoa pode entrar e experimentar as algemas com que se subjugavam ou castigavam os escravos, documentos antigos. Os vários espaços interactivos estão muito bem concebidos e despertam grande interesse tanto nos jovens como nos adultos. Limito-me, por razões de espaço, a referir dois: a possibilidade de vermos o nosso rosto no corpo dum pajem ou duma baiana e também um mercado onde se apregoam as mais variadas frutas tropicais e que, mal a nossa mão se aproxima do vidro da vitrina onde estão expostos, desaparecem como se, de facto, os tivéssemos comprado. Tantos são os motivos de interesse deste moderno Museu, que já não tivemos tempo de visitar o Museu Judaico, embora também estivesse incluído no nosso passe.


No regresso a Lisboa, com muito calor e eu bastante mal disposta, ainda fizemos uma paragem em Constância, onde almoçámos num restaurante típico, fotografámos as belíssimas margens do Tejo, o rio com os seus barcos típicos e a confluência deste rio com o Zêzere, que passava em frente do Nosso Hotel e aqui vem desaguar. E prestámos uma especial atenção aos sítios evocativos de Camões e à sua estátua de bronze, erigida em frente do Horto que lhe é dedicado.


Nos restantes dias a Cristininha, além de continuar a devorar romances, entre os quais o Mar Morto, de Jorge Amado e de me ajudar nas minhas tarefas, foi ao cinema com o Pai ver o último filme do Harry Potter, foi comigo visitar o novo espaço dos Jardins do Palácio de Belém (o oitocentista Jardim da Cascata, com a sua estrutura e decoração clássicas e a sua colecção de aves exóticas empalhadas) e ainda passear com a sua prima Vera no Centro Cultural de Belém, onde apreciaram uma exposição de mobiliário.


Com toda esta actividade, ainda teve tempo para escrever no computador as três mensagens que se vão seguir no meu blogue e, até, um artigo sobre Investimento, tudo com uma qualidade que não é muito vulgar numa menina de catorze anos.


Foram assim as nossas curtas férias, terminadas ontem e que nos deixaram muitas saudades.


Com muitos beijinhos dos Avós, à espera de que esta lufada de alegria volte, em breve, a animar os nossos dias.

                           No Castelo de Belmonte

                                  Sortelha


                  As belas margens do Tejo em Constância

                                      Na piscina do Hotel Belsol

publicado por clay às 18:56 | link do post | comentar | favorito
VISITAS EFECTUADAS DEPOIS DE 23 JULHO 2012

contador de visitas
VISITAS EFECTUADAS DEPOIS DE 23 JULHO 2012

contador de visitas
Visitas desde Maio de 2007

Contador de Visitas
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
posts recentes

UMA LUFADA DE ALEGRIA

últ. comentários
Venha conhecer o nosso cantinho da escrita... Visi...
Querida Professora Acabei de ler o comentário da m...
Cara Drª Clementina Relvas,Vim hoje visitar o seu ...
Querida Vovó... ou Querida Professora:Para quem cu...
Querida Professora ,Estive uns tempos sem vir ao s...
Cara Sandra:É sempre um grande prazer e compensaçã...
Olá Cristina,tive o prazer de conhecer a su...
Dra Clementina :Fiquei feliz por receber uma respo...
Lisboa, 20 de Maio de 2011Peço desculpa de só agor...
Lisboa, 20 de Maio de 2011Querida Maria José:Lamen...
mais sobre mim
blogs SAPO