Nunca pensei que os "olhos do meu coração, no dizer de S. Paulo, revelassem pormenores por mim julgados completamente esquecidos...
Sábado, 19.02.11

 Meus queridos netos:

  

            Nestas últimas semanas, toda a gente informada andou com o coração apertado, devido às convulsões sociais que abalaram o Egito, exigindo a renúncia do Presidente daquele País, Hosni Mubarak, e  melhorias nas condições de vida para a maior parte dos oitenta milhões de pessoas, entre as quais uma grande percentagem de jovens, que, lá como em quase todo o Mundo, se vêem perante um futuro sem perspectivas.

 

            Foram dezoito dias de manifestações, concentradas na Praça Tahir, no Cairo e também noutras cidades egípcias, até o Presidente ter abandonado o poder que detinha há cerca de trinta anos e de lhes terem feito muitas promessas, oxalá para serem cumpridas.

 

            O mundo assistiu a quase tudo pela TV e Internet eu, ao ver a esfinge e as pirâmides de Gizé, não pude deixar de recordar a excursão que, no verão de 1987, fiz ao Egito com o Vôvô.

 

            Fomos num avião da Alitalia (via Roma) até ao Cairo, uma cidade gigantesca mas com um trânsito caótico, que obrigava os automóveis, sempre a buzinar, a protegerem os faróis com uma grelha, para os proteger dos choques constantes.

 

            A cidade é atravessada pelo rio Nilo, onde se viam inúmeros barcos, desde grandes paquetes até às típicas falucas e apresenta muitos motivos de interesse.

 

            Nós ficámos instalados num moderno e confortável hotel, muito perto das pirâmides, que se viam perfeitamente das janelas do nosso quarto. Mas é claro que as fomos visitar e eu, com a minha curiosidade insaciável, fui a única do nosso grupo que trepou, por uma estreita passagem, até a uma câmara interior que se revelou uma deceção, pois apenas  continha um túmulo de granito, sem tampa, que devia ter um remotíssimo passado. Impressionaram-me muito pela sua grandiosidade e também me detive na contemplação da esfinge, evocando antiquíssimas lendas.

 

            Visitámos o Museu do Cairo, agora vítima de um incipiente saque, apesar de rigorosamente guardado por militares e civis e onde um infindo número de relíquias arqueológicas, entre as quais a pedra de Roseta, se amontoavam sem preocupações expositivas, o que nos deu a impressão dum imenso armazém de múmias. A exceção foi a câmara de Tutankamon, não só pela riqueza e arte que a singulariza, como por outros objectos de grande interesse resgatados do seu túmulo pelo arqueólogo francês Champollion.

 

            Outro motivo de grande espanto foi a visita ao Grande Bazar, um verdadeiro mundo onde se vende de tudo, desde as tapeçarias e o ouro, até às perfumadas e coloridas especiarias, o que ali atrai multidões ruidosas e deslumbradas com tantas e tão variadas mercadorias expostas.

 

            Depois de termos visitado o Cairo, fizemos um cruzeiro pelo Nilo, mas tantas foram as maravilhas que este nos desvendou que o seu relato fica para a próxima carta.

 

            Não sem antes lamentar que a crise actual vede o acesso deste fabuloso país aos turistas de todo o mundo e o prive da sua principal fonte de riqueza.

 

            Muitos beijinhos dos Vóvós e até breve.

  

 

tags:
publicado por clay às 11:56 | link do post | comentar | favorito
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
posts recentes

UM OUTRO EGITO

últ. comentários
Venha conhecer o nosso cantinho da escrita... Visi...
Querida Professora Acabei de ler o comentário da m...
Cara Drª Clementina Relvas,Vim hoje visitar o seu ...
Querida Vovó... ou Querida Professora:Para quem cu...
Querida Professora ,Estive uns tempos sem vir ao s...
Cara Sandra:É sempre um grande prazer e compensaçã...
Olá Cristina,tive o prazer de conhecer a su...
Dra Clementina :Fiquei feliz por receber uma respo...
Lisboa, 20 de Maio de 2011Peço desculpa de só agor...
Lisboa, 20 de Maio de 2011Querida Maria José:Lamen...
mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds